Origem

“Roi…Letícia, né?”. Assim começa um famoso vídeo publicado pelo jovem Mário Junior no TikTok. A brincadeira, disponível desde 6 de abril de 2020 no perfil de Mário, mais conhecido nas redes sociais online como “Izmaario”, faz parte de uma série de outros vídeos nos quais o jovem finge conversar com uma terceira pessoa. Com quase cinco milhões de curtidas em seu perfil no TikTok, o brasileiro ficou conhecido por uma estética muito própria: ele olha para o celular como se interagisse com o espectador. Nas pausas entre suas falas e nos bordões românticos típicos de uma comédia adolescente protagonizada pelo ator Noah Centíneo, com o qual Mário tem sido comparado, o TikToker não economiza nos trejeitos.
 
Dessa forma, Mário Junior, que postou seu primeiro vídeo em fevereiro de 2020, já exibe quase 300 publicações em seu perfil. Inicialmente, porém, suas gravações focavam em dublar músicas e apresentar alguns aspectos da realidade de um brasileiro residente na Inglaterra. Tudo mudou após o jovem publicar o vídeo intitulado por ele como “Te encontro nos corredores do colégio você é aluna nova”. Vestindo um casaco e com uma mochila nas costas, Mário finge ter esbarrado em Letícia, aquela que está “no primeiro período de história” e é nova na cidade.
 

 
 
Essa gravação, que foi a primeira na qual Izmaario interpretou mais diretamente um garoto tímido e apaixonado, marcou o início de uma série de outros vídeos que obedecem ao mesmo estilo. Com uma música lenta como trilha sonora, o brasileiro já convidou sua amada – que tem nomes diferentes a depender do vídeo – para o baile de primavera, já sentou ao pôr do sol para pedi-la em namoro e já fez diversas reflexões em frente ao espelho, como “é melhor você sair machucado do que machucar o outro” e “você se vê formando uma família com a menina que está hoje? Se uma garota muito mais bonita do que a sua te parasse na rua e perguntasse se está solteiro, o que você diria?”.
 

Difusão e repercussão

 
Após o vídeo no qual Mário aponta “coisas que os garotos falam que deixam as meninas derretidas” ter viralizado, foi a vez do “roi…Letícia, né?” que, em junho de 2020, tornou-se protagonista de diversos memes. Circulando principalmente pelo TikTok e Twitter, as brincadeiras chegaram também ao Facebook, WhatsApp e Instagram.
 
No Twitter, muitos usuários trocaram seus nomes por “Letícia, né?”, além de utilizarem memes de reação ao compartilharem o vídeo e se referirem a Izmaario como “o menino do ‘roi, Letícia’”. No TikTok, Facebook e Instagram, indivíduos publicaram diversos videomemes: alguns interpretaram um dueto, inserindo a gravação original e a resposta de forma sincronizada, e outros fizeram paródias com a publicação. Uma das mais populares circulou em 18 de junho, dia no qual Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro e suspeito em um esquema de rachadinha, foi encontrado em Atibaia (SP). Nos diferentes vídeos, iniciados com a frase “roi…Queiroz, né?”, os usuários se adaptaram ao contexto, falando sobre corrupção, laranja e família Bolsonaro. O sucesso do meme também chegou ao WhatsApp, onde começaram a circular algumas figurinhas.
 

 
 
No dia 17 de junho, Mário conversou com o Jornal Correio, veículo online que circula principalmente na Bahia. Na entrevista, o jovem explicou que seus vídeos românticos objetivam ajudar adolescentes com baixa autoestima a superarem fases e episódios difíceis. A matéria – intitulada como “Oi…Letícia, né? Conheça Izmaario, autor dos vídeos mais românticos do TikTok” – foi escrita pelo jornalista Gabriel Moura que, no Twitter, exclamou “Hoje atingi o ápice da minha carreira entrevistando o grande Izmaario”. Na manhã do dia 19 de junho, o “galã do TikTok” aumentou ainda mais sua visibilidade após ser entrevistado pelo G1, o portal de notícias da Globo. Para o veículo, Mário desabafou: “Tem gente que fala que estou interpretando um personagem. Acho curioso. Só quem me conhece de verdade sabe que sou assim na vida real”.
 
O sucesso também chegou a figuras públicas, como Bruna Marquezine, Felipe Neto, Lucas Rangel, Whindersson Nunes e Cartolouco. Alguns, como Bruna e Felipe, debocharam dos vídeos de Mário, mas outros aproveitaram para brincar com o novo meme. O jornalista Cartolouco, por exemplo, fez uma live no Instagram no dia 17 de junho, na qual ele e Izmaario trocaram elogios românticos em tom de sátira. Intitulado como “Tentando conquistar o rei do amor”, o vídeo teve quase 80 mil visualizações no IGTV e no Twitter.
 
Além disso, algumas empresas começaram a surfar no sucesso da famosa e misteriosa Letícia. No dia 18 de junho, o Delivery Online “AIQFOME”, presente em centenas de cidades pelo Brasil, soltou um cupom mais engraçadinho do que o normal: “roi…fominha, né? Será que…posso te dar um cupom pra pagar no picpay?”. A aplicação do meme foi printada e amplamente divulgada pelos usuários do Twitter.
 

Gêneros e Formatos

 
O meme “roi…Letícia, né?” apresentou algumas variações, que exploram tanto as possibilidades audiovisuais quanto textuais da internet. Observamos que as mais recorrentes foram:
 
1) Duetos criativos que conservam o vídeo original e, ao mesmo tempo, criam as mais diversas respostas a ele. Nestes, os indivíduos reagem às falas do jovem Mário de forma síncrona, como se estivessem em uma interação.
2) Vídeos que reproduzem a trilha sonora e os trejeitos presentes no original, mas modificam o conteúdo. Assim, observamos tanto gravações que sofreram mais transformações, como as que se referiram a Fabrício Queiroz, quanto outras que mantiveram a personagem Letícia, alterando apenas o motivo da conversa.
3) Publicações que apresentam a frase “roi…letícia, né?” e suas variações apenas em texto, geralmente acompanhadas de emojis que representam os trejeitos do TikToker. Nesse caso, o meme pode aparecer junto a imagens dos próprios indivíduos ou associado a memes de reação, que exploraram desde o sucesso de Izmaario, até o impacto do vídeo original nas Letícias reais.
 


 


 


 


 
Dessa maneira, classificamos os referidos videomemes como um misto entre as categorias Videoexploitable, quando há a sobreposição da gravação original e da resposta, e VideoFad, pois os sujeitos assumem uma postura incomum por iniciativa própria para integrar uma tendência. No caso dos memes que se limitam ao campo textual, identificamos os formatos Catchphrase, quando a expressão “roi…Letícia, né?” é utilizada sem alterações em diferentes contextos, e Snowclone, pois a frase original também aparece com algumas modificações, embora mantenha sua estrutura principal.
 
 

Exemplos Notáveis

 

 
 
As 30 personalidades de Lelê a 80km/h
0 publicações
0 comentários
Nome
Letícia Sabbatini
About / Bio
Lelê a 80km/h já foi aspirante a pedreira, médica, chefe de cozinha e bailarina. Acabou caindo no jornalismo por escolha de suas outras 26 personalidades (viva la democracia!). Mestranda em Comunicação pela UFF e jornalista pela UFRRJ, Letícia se dedica a pesquisar tecnologias com recortes de gênero, mas também é obcecada por Masterchef, filmes da Disney e séries de investigação criminal.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *