Amiga, a África

Origem

 
No mês de janeiro de 2020, deu-se início a vigésima edição do reality show da emissora Globo, Big Brother Brasil, que contou, pela primeira vez, com a participação de influencers conhecidos, em conjunto com um grupo de cidadãos brasileiros não famosos.
 
Entre os famosos do elenco estavam o ilusionista Pyong Lee, o ator Babu Santana, a empresária Boca Rosa, a cantora Manu Gavassi, a estrela do meme Rafa Kalimann, dentre outros.
 
Enquanto a edição ainda acontecia em março, o Brasil lidava com os primeiros casos de Covid-19, provocada pelo novo coronavírus. Eis, então, que no dia 16 de março, Tiago Leifert foi ao ar para explicar, pela primeira vez aos participantes do reality, sobre a situação do vírus, dando dicas com a assistência de um infectologista para prevenção ao coronavírus – quebrando o protocolo de compartilhar informações externas à competição.
 
O apresentador informou que as famílias dos participantes estavam bem, explicou sobre a letalidade do vírus em pessoas do grupo de risco e sobre o perigo real de contágio. Após a fala de Thiago, os brothers tiveram direito a fazerem perguntas e, depois de 14 minutos de conversa, o apresentador precisou encerrar o programa. Despedidas foram feitas, câmeras atentas às reações dos Brothers, e o foco foi para uma conversa entre Manu Gavassi e Rafa Kalimann, na qual Manu expressa sua preocupação pelo seus avós e, em contrapartida, Rafa chora e expressa sua preocupação pela África. “Aqui a gente tem estrutura, aqui a gente pode ficar em casa e lá não. Quando chegam essas coisas é uma epidemia real. A gente tem informação, lá não tem”, disse a sister.
 

Difusão e Repercussão

 
Após o programa ter ido ao ar, a fala da influencer viralizou e foi alvo de críticas, tanto positivas como negativas. À época, Rafa Kalimann era embaixadora de uma ONG que cuida de cerca de 680 crianças africanas, com idades que variam entre 4 e 6 anos. Realizou um bazar beneficente, há sete anos, onde vendeu todo o seu guarda-roupa para realizar sua primeira viagem e também realizar uma grande campanha, batizada de Missão África, com o intuito de angariar fundos.
 
Com isso, uma parte dos telespectadores compararam suas atitudes com atitudes de famosos que utilizam o trabalho social em ONGs apenas para ganhar likes. Em contrapartida, o vídeo da reação de Rafa Kalimann à notícia dada por Tiago Leifert serviu de prova para comprovar que a sister estava realmente preocupada com a situação no continente da África.
 


 
Por outro lado, outra parte dos telespectadores questionou a índole da sister em suas missões ao continente. O colunista do UOL, Leo Dias, levantou a hipótese de que a mineira, se preocupou em mudar sua imagem para ganhar pontos no reality, indo de uma figura menos fútil para uma figura mais altruísta. A maior parte das criticas foram voltadas também à figura do “white savior”, ou em português, “branco salvador”. O turista com roupas de “safari”, que tira fotos com crianças “exóticas” ou pobres, por exemplo, e posta nas redes sociais com mensagens otimistas ou de autoajuda.
 
Mas o meme não parou no ano de 2020. A fala de Rafa foi alvo de uma segunda viralização no Twitter, em janeiro de 2021, ano em que ela e as ex-BBB`s Manu Gavassi e Thelma Assis realizaram uma viagem de fim de ano em uma ilha particular, em Angra dos Reis, e por não respeitarem o isolamento social, foram criticadas.
 

Gêneros e Formatos

A frase do meme passou a ser reapropriada e modificada, a fim de ser encaixada por seus interlocutores à cenários diversos, com a presença da foto de Rafa com Manu, no momento em que Rafa Kalimann proferiu a expressão. Assim, o meme é classificado como “snowclone” (quando a expressão é alterada) ou “catchphrase” (quando a expressão “Amiga, a África” é utilizada sem modificação). A palavra “África” pode ser substituída por outras palavras com o objetivo de produzir novas variações, com significados alterados.
 

Exemplos Notáveis

 


 


 

 

 
Telino Knuckles
0 publicações
0 comentários
About / Bio
*CLUCKING*
Para todas as nossas falhas, apesar de nossas limitações e habilidades, nós, seres humanos, somos capazes de grandezas. ‐ Carl Sagan (OBS: Infelizmente ele não viveu o suficiente para ver o VR Chat Knuckles.)

Telino Knuckles é graduanda em Estudos de Mídia pela Universidade Federal Fluminense, fotógrafa do #MUSEUDEMEMES e do Teatro Popular Oscar Niemeyer, coordenadora da Equipe de Comunicação Institucional de Estudos de Mídia, faz tudo de comunicação, hiperativa e ansiosa. DO U KNOW THE WAY?

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *