Origem

No dia 16 de março de 2016, uma conversa entre o ex-presidente Lula e a então presidenta Dilma Rousseff, foi divulgada no mesmo dia pelo grampo telefônico autorizado pelo juiz Sérgio Moro. Nesta conversa vazada a imprensa, a presidenta anuncia a Lula que estaria enviando um termo de posse para ele assinar e ser oficialmente o Ministro chefe da Casa Civil, visto que de acordo com o governo na ocasião, o ex-presidente estaria com problemas para comparecer a cerimônia. Tal explicação não foi muito bem aceita pela oposição, que interpretava que Dilma estaria entregando um documento para Lula se livrar de uma possível ação policial contra ele. A partir desse contexto, a reação na internet foi imediata, dentro da conspiração de que esses áudios comprovariam uma tentativa de blindagem por parte do ex-presidente em relação as acusações impostas. A repercussão foi imediata em uma expressão sobressaiu em relação as outras, a frase que Lula usa para se despedir de Dilma o “tchau, querida” foi replicado rapidamente ao chegar na mesma hora após a divulgação aos trending topics do twitter.

 
“Tchau, querida” passou a ser utilizado, a partir de então, pela oposição para se referir à queda da presidente, durante o processo de impeachment  – inciado em 2 de dez de 2015 e finalizado em 31 de ago de 2016 – em tom de deboche e ironia.

 
Consiste, portanto, em uma forma de inferiorizar a Dilma (primeira Presidente da República) diante um cenário político majoritariamente masculino, como demonstra dados reunidos pela Inter-Parliamentary Union – uma associação dos legislativos nacionais de todo o mundo: no Brasil, pouco mais de 10% dos deputados federais são mulheres e o país ocupava na época o 154º lugar entre 193 países no ranking de participação de mulheres entre os membros do parlamento. Ou seja, a expressão minimiza seu papel na política como Presidente através de adjetivos que maximizam seu gênero.

 

Difusão e Repercussão

No dia 11 de maio de 2016 a expressão entrou no trending topics do Twitter e foi responsável por diversos memes, devido à distribuição por parte de alguns deputados de cartazes com a frase “Tchau, querida” durante à votação da abertura do processo de impeachment da presidente.

 
Além disso, a expressão também esteve presente das manifestações de rua contrárias ao governo e foi utilizada para estampar camisas: “As pessoas estavam desconfortáveis utilizando a camisa da seleção brasileira nas passeatas, pois ela não ilustrava a real indignação que estavam sentindo. Quando ouvi a conversa grampeada e as expressões República de Curitiba e Tchau,querida, senti que eram os ganchos perfeitos para criar as camisetas”, alega Thiago Cardoso, publicitário e fundador da agência Carlin Creativ Consulting e também responsável pela criação da página “República de Curitiba” – forma como Lula se referiu à cidade de Curitiba, onde começou a Operação Lava Jato – no Facebook.

 

Gênero e Formatos

O meme circulou na internet como viral a partir da reprodução do diálogo, como catchphrase (também conhecido por bordão) nas redes sociais e image macro (imagens com legendas em cima e em baixo). Quanto ao gênero, consiste em um meme de discussão pública e também de ação popular visto que manifesta um comportamento coletivo de oposição a um político.

 

Exemplos Notáveis

 

Isis Milionária
0 publicações
0 comentários
About / Bio
Oi meu nome é Isis, tenho 19 anos e tenho 1 milhão de memes acumulados para rir. Não tem segredo: o que fiz fui entrar pro #MUSEUdeMEMES logo depois que ingressei no curso de Estudos de Mídia na UFF.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *