Tá pensando que travesti é bagunça?

ORIGEM

“Profissão Repórter” é um programa jornalístico apresentado semanalmente na Rede Globo de televisão, onde o consagrado profissional Caco Barcellos comanda uma equipe de jovens repórteres que vão às ruas, juntos, para mostrar diferentes ângulos de um mesmo fato, uma mesma notícia. Cada profissional, geralmente em início de carreira, tem sempre uma missão, um desafio a cumprir, no qual são levados ao ar os desafios da reportagem e os bastidores da notícia, de acordo com uma temática que acompanha cada episódio. No dia 25 de maio de 2010 a temática era a prostituição.

A edição acompanhou a rotina de garotas de programas e travestis que se prostituíam nas ruas; em dado momento do programa, a travesti Luana, do Rio de Janeiro, que era acompanhada pela equipe de Barcellos, e um cliente em potencial negociavam o que seria o primeiro programa noturno da profissional. Ao atravessarem uma via, o homem declina afirmando que não vai a lugar algum. Ela pergunta então se o suposto cliente a tirou de seu ponto à toa, onde o telespectador acompanha, a seguir, um plano sequência de imagens com Luana batendo no homem, chegando a empurrar sua cabeça com força numa porta de metal e dando chutes em sua barriga, gritando “Tá pensando que travesti é bagunça?!”.

DIFUSÃO E REPERCUSSÃO

Apesar do trecho apresentar cenas fortes – as quais o próprio Barcellos considerou impressionantes – a situação ganhou as redes, transformando-se em um pitoresco bordão, lembrado vez por outra até hoje. Luana, inclusive, ganhou as mídias novamente no ano de 2015 (dessa vez apresentada com o sobrenome Muniz), quando encontrou-se com o popular Pr. Fábio de Melo durante o aniversário da cantora Alcione, sua madrinha, no Rio de Janeiro. Soube-se aquele momento que Luana presidia um grupo de trabalho voluntário, na Lapa, onde alimenta e cuida dos moradores de rua da região, onde faz de tudo para retornarem à vida cotidiana, como espécie de vigilante, protegendo-os, conforme divulgado pelo próprio sacerdote.

“Tá pensando que travesti é bangunça” viralizou e o trecho protagonizado por Luana foi replicado a exaustão, nas redes, a época dos acontecimentos, tendo ainda repercussão em blogs e sites de humor e entretenimento em forma de difusão do quote, que transcendeu a rede e tornou-se uma gíria recorrente utilizada por muitos, até hoje.

Luana faleceu em maio de 2017. “Foi-se embora e nos deixou muita saudade, mas com certeza um espírito como esse, batalhador e generoso, agora está nos braços de Deus. Descanse, minha amiga”, lamentou Alcione ao jornal Extra.

EXEMPLOS NOTÁVEIS

 

Rafael Polêmico
0 publicações
7 comentários
Nome
Rafael Polêmico
About / Bio
Um currículo? Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano pela Universidade Federal Fluminense, bacharel em Direito com complementação em Empreendedorismo e Inovação, graduando em Arquivologia, voluntário do projeto #MUSEUdeMEMES. Uma cor? Azul. Uma atriz? Fernanda Montenegro. Um cantor? Roberto Carlos. Um exemplo? Jesus Cristo. E Ivete. Vida? Deus. Deus? Vida. Vivi ou Gracy? Belo. Uma frase? Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim. Um museu? De memes. Esse é Rafael Polêmico.
 
 

3 comentários

  1. Fabiano Moraes disse:

    Se possível, atualizem com o dado do falecimento da Luana

  2. Kruger disse:

    Muito legal!! ps.: É “Pe.” Fábio e não “Pr.”.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *