Quando Kim Kardashian quebrou a internet

Origem

No dia 11 de novembro de 2014, a polêmica Kim Kardashian conseguiu, mais uma vez, estar em todos os cantos da internet. A socialite postou no Instagram seu ensaio para a nova edição da revista Paper, pelas lentes do fotógrafo Jean-Paul Goude, no qual aparece mostrando seu bumbum incrivelmente oleoso e grande para as câmeras em uma, e equilibrando uma taça de champagne na sua bunda na outra.

 

Difusão e repercussão

Como resultado, no primeiro dia após a publicação, as fotos já tinham meio milhão de likes, além de, é claro, gerar diversos memes. Alguns usam a primeira imagem para fazer comparações e ilustrar o quão grande o bumbum é, enquanto outros tentaram imitar a segunda imagem, mostrando que é bem mais difícil do que parece equilibrar uma taça nas partes de trás.

O que muitos não sabem é que essa imagem da taça não é nova. Ela imita uma foto de Goude de 1976, publicada em seu livro “Jungle Fever” em 1982. Na foto original, intitulada “Carolina Beaumont, New York”, uma modelo negra aparece nua equilibrando uma taça de forma bem semelhante, nos incitando a olhar a pose de forma servil e completamente racista.

Muitos afirmam que a capa tem intenção de dialogar diretamente com o público da internet. Como dizia o título da imagem “Break The Internet”, ela tinha a intenção de causar uma repercussão imensa no meio digital, criando uma imagem que facilmente poderia virar um meme, não sendo em nenhum momento algo casual.

Gênero e formato

Os memes de quando Kim Kardashian quebrou a internet se baseiam na remixagem da foto, em que os usuários manipulam e adicionam elementos à ela. É possível encontrar memes nos quais o bumbum da Kardashian é trocado por um corpo de um cavalo e por um emoji de pêssego; o seu rosto é alterado para outra pessoa; e em que o cenário de estúdio da foto é editado por outro ambiente.

Exemplos notáveis

Dandara Bolada
4 publicações
2 comentários
Nome
Dandara Magalhães
About / Bio
Dandara Bolada é mestranda pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFF e participante ativa do #MUSEUdeMEMES desde sua graduação, onde foi bolsista de extensão do projeto. Como bondosa presidenta dessa nação memética, preocupa-se em pesquisar o universo dos memes e charges políticas (e mantém um olho no golpe e outro no Temer). Soberana e poderosa, a Bolada é rainha o resto nadinha. VLW FLW

1 comentários

  1. Renato Maia disse:

    primeiro

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *