ORIGEM

Em novembro de 2015 uma conta no Twitter intitulada “In Portugal we don’t” começou a ganhar alguma popularidade através de piadas sobre expressões idiomáticas da língua portuguesa. Internautas do Brasil, entretanto, indignaram-se com o conteúdo da página, pois tratava-se de uma apropriação, no julgamento dos brasileiros, de um conhecido meme nacional, o “In brazilian portuguese we don’t say”, com idêntico teor – que traduzia para o inglês literal diversas expressões nacionais, uma das razões de seu sucesso por aqui.

A fúria despertada nos twitteiros brasileiros resultou numa “declaração de guerra” ao país europeu no início de junho do ano seguinte, executada através da criação de uma enxurrada de memes por ambas as partes.

01-in-portugal-we-dont

DIFUSÃO E REPERCUSSÃO

A “Primeira Guerra Memeal”, conflito online entre internautas e a comunidade memética brasileira e portuguesa, durou apenas três dias, entre 12 e 15 de junho de 2016, com a aceitação da vitória brasileira formalizada pelo perfil português que originou o conflito. Mas não sem antes alcançar os trending topics com a expressão “BR X PT”. O evento envolveu as redes sociais – Twitter e Facebook, principalmente, portais de notícias, e diversos outros websites, como o BuzzFeed. O evento chegou, inclusive, a obter uma participação do serviço de streaming Netflix, que soube aproveitar o burburinho da zueira digital para divulgar sua marca. Os brasileiros, porém, que imaginavam que resistência alguma seria oposta ao “país da zueira”, acabaram encontrando uma oposição lusitana.

08-netflix

09-netflix

Esta, porém, não foi suficiente para fazer força ante ao poderio tupiniquim: vendo-se sem alternativa de resistência frente aos furiosos e beligerantes brasileiros, o perfil “In Portugal We Don’t” encerrou suas atividades após três dias de intensos combates.

12-pt-we

GÊNEROS E FORMATOS

Os memes da #PrimeiraGuerraMemeal são de diversos gêneros e formatos: desde Image Macros, a vídeos e paródias, bem como GIF’s animados, entre outros, utilizando-se inclusive de metamemes com figuras celebradas na cultura memética brasileira, como Inês Brasil e Carreta Furacão.

EXEMPLOS NOTÁVEIS

 

Rafael Polêmico
0 publicações
7 comentários
Nome
Rafael Polêmico
About / Bio
Um currículo? Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano pela Universidade Federal Fluminense, bacharel em Direito com complementação em Empreendedorismo e Inovação, graduando em Arquivologia, voluntário do projeto #MUSEUdeMEMES. Uma cor? Azul. Uma atriz? Fernanda Montenegro. Um cantor? Roberto Carlos. Um exemplo? Jesus Cristo. E Ivete. Vida? Deus. Deus? Vida. Vivi ou Gracy? Belo. Uma frase? Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim. Um museu? De memes. Esse é Rafael Polêmico.
 
 

3 comentários

  1. Samuel disse:

    As imagens que aparecem no site são pequenas e não é possivel ver com tanta clareza

    • Rafael Polêmico disse:

      Obrigado, Samuel! Estamos verificando o motivo da visualização por galeria não estar ativa. De qualquer forma, alguns exemplos foram recolocados.

  2. Fernanda disse:

    Oi, por favor coloquem mais memes da Primeira Guerra Memeal!!
    obg

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *