hqdefault

Origem

O Big Brother Brasil é um programa que gera polêmica desde seus primórdios, dividindo o país entre as pessoas que amam acompanhar a vida dos participantes (que estão ali em busca dos seus “quinze minutos de fama”) e aqueles que acreditam que o BBB é uma grande perda de tempo. Apesar de tudo isso, o programa ainda possui uma vasta audiência, mesmo depois de tantos anos no ar – o que facilita a propagação de acontecimentos, ideias e bordões.

Na edição de 2016, um falso paredão deu o que falar quando a participante Ana Paula – famosa por suas confusões dentro da casa – voltou, depois de sua falsa eliminação, gritando para todos o seu ‘mantra’ : “olha ela!”. Tal bordão, criado pelo blogueiro Hugo Gloss, não havia ganhado notoriedade considerável até o ocorrido, quando caiu nas graças dos usuários das redes sociais e virou um meme.

Apesar dessa popularidade repentina, o chavão já era usado pelo referido blogueiro em seus vídeos e divulgações na internet, desde a época da novela Verdades Secretas (transmitida pela Rede Globo, em 2015). Gloss começou a usar o bordão principalmente em seu perfil no Snapchat, rede social mais utilizada por jovens de até 25 anos e, geralmente, de classe média ou alta. Sendo assim, quem realmente deu origem ao evento fonte para o meme foi Ana Paula.

Gênero & Formatos

Este meme pode ser classificado como um “rimeme índice”, pois possui signos que fazem referência a um específico contexto cultural fora da rede para ser perfeitamente compreendido. Ou seja, o receptor necessita de um conhecimento que não está diretamente relacionado com outros memes. Nesse caso, para o meme cumprir a sua função e construir o sentido da comicidade, o usuário precisa conhecer o programa Big Brother Brasil e ter visto a cena tida como evento fonte. Todavia, e se tratando de um programa sediado na maior emissora do país, a amplitude atingida foi mais que suficiente para fortificar a propagação do meme criado em seguida.

Com isso, falando de um extenso público imediato, tratamos juntamente de uma potencial ressignificação, já que o processo de entendimento humano e consequente transmissão de informação, necessariamente, passa por uma interpretação; podendo assim alterar as formas como essa ideia é replicada. Desta maneira, analisando mais profundamente a origem do meme emergente, percebemos que o “olha ela” ganhou tanta força na internet, gerou tamanho engajamento nas redes sociais, que foi presenteado, até, com uma posterior ressignificação: o “Rimeme Image Macro”, contextualizado pela cena do retorno de Ana Paula ao programa Big Brother e sobreposto pela legenda “olha ela” em fonte Impact branca com outline preta.

Outro formato do Rimeme que também surgiu neste período foram os exploitables, elementos destacados de uma imagem, sobrepostos à outra (com o auxílio de um programa editor de imagens); formando, em muitos casos, uma história e aumentando a comicidade.

Difusão e Repercussão

O evento com Ana Paula levou o “olha ela” para a televisão aberta e o meme finalmente ganhou força no país inteiro e, consequentemente, notoriedade. Passou a ser amplamente divulgado pela hashtag “#OlhaEla”, no microblog Twitter, alcançando o topo dos Trending Topics (assuntos mais comentados) em todo o Brasil e em todo o mundo.

Com isso, mesmo sendo um meme ainda muito recente, já pode ser considerado um “rimeme” potente, pois possui suas características fundamentais, como fidelidade – reproduções fiéis ao tema e à proposta – ; fecundidade – ideia replicada e passada adiante, com fortes compartilhamentos – e longevidade – pela força alcançada com os compartilhamentos e também pela popularidade da emissora onde ocorreu o evento fonte.
O meme ganhou tanta força na internet que seu significado foi reapropriado e desvinculou-se do Big Brother Brasil e do evento inicial. Usuários do Twitter começaram a replicá-lo para falar sobre performances do Grammy, aparências dos artistas, acontecimentos marcantes em seriados e assuntos diversos. Marcas também tentaram trazer para si o prestígio social do meme, ao replicar o “olha ela” em suas redes sociais e objetivando reforçar o conteúdo divulgado.

Artistas do meio musical aproveitaram o sucesso do meme para ressignificá-lo em suas criações. Em um trecho de uma música de funk, eis que nos deparamos com a estrofe “É o terror das ‘falsianes’, pesadelo das colegas, olha ela, olha ela”, fazendo um link com o meme emergente, mas não chegando a mencionar Ana Paula, ou, sequer, o reality show.

Rapidamente, o meme “olha ela” ganhou muita força nas redes sociais brasileiras. E mesmo depois do fim da edição do programa, ainda conseguiu manter sua força. Resta saber se o bordão de Ana Paula vai perder completamente seu significado original e passar a atuar como gíria ou linguagem de internet.

Texto adaptado a partir do trabalho das alunas Camille Pfaltzgraff Frambach e Mariana Lameirão para a disciplina Comunidades Virtuais, do curso de Estudos de Mídia, UFF.

1 comentários

  1. Renato Maia disse:

    primeiro

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *