Origem e Difusão

O Meme “O que queremos / Quando queremos?” teve sua origem em uma tirinha da artista Allie Brosh em seu blog Hyperbole and a Half. Dona de um humor, no mínimo, diferente, a artista relata em seu blog coisas do cotidiano, intercalando textos e tirinhas.

 

As imagens são simples, semelhantes aos “bonecos de palito” ou até mesmo aos desenhos de crianças. Nessa linha, em 17 de junho de 2010, o blog publicava, com sentido crítico, um texto e tirinhas sobre responsabilidades pessoais e a dificuldade em se cumprir tarefas simples como ir ao banco, e limpar a casa.

 

oqqtumblr_inline_moyioqPcty1qz4rgp

oqq2tumblr_inline_moyip6SfTY1qz4rgp

Dois quadros dessa tirinha são os mais conhecidos: um em que o personagem grita entusiasmado “Clean all the things!” (Limpar todas as coisas) e o outro “Clean all the things?” mostrando a perda do entusiasmo do personagem ao reavaliar a situação, por isso o boneco aparece com uma vassoura na mão. Hoje, mais de 300 mil pessoas acompanham a fã page do blog Hyperbole and a Half.

 

De acordo com o site know your meme a imagem foi postada na rede social Can.vas, um site em que usuários podem postar imagens e criar remixes dela, em 28 de abril de 2011. Essas variações alteravam o sentido e até mesmo o desenho, que não deixava de ter os olhos esbugalhados como principal característica.

 

Em relação ao texto vale ressaltar a predominância da palavra “all” (tudo/todos). Em maio deste ano a imagem ganhou destaque no blog da mesma rede social. A mesma ganhou mais popularidade quando foi postada no Reddit, um site de publicações sociais, em junho do mesmo ano.

 

Numa dessas remixagens no Canvas surge a tirinha de quatro quadrinhos “What do we want/When do we want?” (O que queremos?/ Quando queremos?), A tirinha de quatro quadrinhos é na verdade composta por dois desenhos repetidos duas vezes.

 

Como em uma fórmula, no primeiro quadrinho o primeiro personagem solitariamente pergunta “O que queremos?” no segundo quadrinho há a resposta em grupo, três personagens de bonecos iguais se apresentam para tal. No terceiro quadrinho o mesmo personagem do primeiro pergunta “Quando queremos?” e por fim, no quarto quadrinho os mesmos três personagens do segundo quadrinho respondem.

 

Inicialmente há a presença de uma vassoura, ainda com resquícios de “Clean All The Things”, mas ao longo das variações o personagem aparece sem a vassoura na mão ou com outros objetos, de acordo com o contexto da tira.

 

Reação do público

oqq3tumblr_inline_moyirx1hxN1qz4rgp

No Brasil, a imagem só ficou realmente conhecida em agosto de 2012 quando começou a circular pelo Facebook e Instagram. No entanto, a imagem foi reapropriada e ganhou um sentido um pouco diferente do original.

 

Em inglês, as tirinhas tinham um conteúdo mais direto, e nem sempre havia quebra de expectativa e ironia. Muitas vezes apresenta críticas sociais e políticas, principalmente ao “jeitinho brasileiro” e à “procrastinação” (que é o assunto abordado na tirinha original). Em português, uma das primeiras e mais famosas tirinhas foi sobre o uso do corretor automático em celulares.

 

Em novembro de 2012, foi criada a página no Facebook O que queremos? por duas amigas e de acordo com a descrição da página “de mentes criativas, inquietas e críticas, que se uniram para expor problemas (ou não) do nosso cotidiano através de uma visão bem-humorada e irônica”.

 

A página surgiu porque a estudante Francine Grando, de 26 anos, que é formada em filosofia com ênfase em comportamento cultural e faz pós-graduação em marketing digital precisava de um objeto de estudo para seu trabalho de conclusão da especialização.

 

oqq4tumblr_inline_moyivmedhI1qz4rgp

Atualmente a página possui mais de 400 mil curtidas, aceita colaborações de ideias para as tirinhas e disponibiliza um template educativo de como fazê-la.

 

Além disso, as criadoras conseguiram tornar a página um “modelo de negócio beneficiente”, onde vendem almofadas e camisetas com o tema e fazem até mesmo propaganda para algumas marcas famosas, como a Nextel e se preocupa também em criar tirinhas para ajudar na divulgação de causas socias, como a que fez pedindo donativos para os pacientes do INCA (Instituto Nacional do Câncer).

[pullquote]Todo o dinheiro arrecadado com propaganda e venda de produtos é doado para entidades parceiras.[/pullquote]

 

O sucesso da página não foi intencional. Em princípio, pretendia-se apenas dar vazão a um estudo de caso. Devido ao êxito, e para não ter problemas mais tarde com a blogueira Allie Brosh, Grado, com o auxílio de um designer decidiu reformular o personagem principal da fã page.

 

Hoje ao invés de uma vassoura, o mesmo usa um taco de beisebol nas mãos, o cabelo e a blusa ganharam um pouco mais de cor e além dos braços os bonecos passaram a ter mãos também. As mudanças foram importantes, pois não receberam autorização da criadora da tirinha original para o uso do personagem.

 

O conteúdo dos diálogos mostra um padrão que é a presença de ironia e contradição nas falas e vontades do personagem. Além da questão legal, é possível observar que a imagem sofre alterações próprias da remixagem, criando assim uma identidade particular para o meme brasileiro.

 

* Trabalho apresentado na disciplina “Redes colaborativas e produção cultural” (2013.1) por alunos do curso de Estudos de Mídia.

3 comentários

  1. Bárbara Fernandes disse:

    Galera, 6s tão de parabéns

  2. Rubens Elias disse:

    Chock de monstro esse site! Urrrraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  3. Renato Maia disse:

    terceiro

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *