Origem:

No dia 26 de junho de 2017, após uma reportagem vinculada à TV Record Altamira e compartilhada em sua página do Facebook, a prisão de um homem visivelmente embriagado viralizou na internet. Flayneson Ribeiro, mais conhecido como “nunca nem vi”, foi detido pela polícia depois de agredir sua companheira em uma festa local. Ao chegar na delegacia, Flayneson foi perguntado sobre o motivo da violência e as respostas inusitadas durante a entrevista bombaram na web.

 

“Nunca nem vi”; “Que dia foi isso”; “Não tô lembrado não”, foram as respostas para todas as perguntas da repórter, repetidas vezes – e não necessariamente nessa ordem. As respostas seguras e o olhar penetrante para o vazio, encantaram os espectadores. Flayneson fingiu não saber de nada do que estava acontecendo e virou um ícone da dissimulação. A companheira não concedeu uma entrevista e afirmou ser a primeira vez que foi agredida, não levando a denúncia adiante. Após tudo o que aconteceu, o casal deixou a delegacia e voltou para a festa onde o caso começou.

 

Após o sucesso quase que instantâneo, a Record Altamira realizou uma reportagem especial com Flayneson Ribeiro. O reencontro foi marcado por bordões, um pedido de desculpas, o conselho de “nunca bater em mulher” e os problemas enfrentados pelo protagonista (como, por exemplo, a necessidade de uma cirurgia na barriga). Ao final, Flayneson foi levado para locais públicos e despertou a atenção de diversas pessoas, que tiraram selfies com o mais novo meme, comprovando que de fato o rapaz estava famoso.

 

Gênero e formatos:

Em geral, os memes se aplicam ao gênero “Image Macro” e “Exploitable”. O primeiro consiste em uma imagem de fundo com legenda sobreposta, enquanto que o segundo trata-se de uma sobreposição de imagens e elementos recortados sobre imagens de fundo.

 

Gramática/ Sintaxe:

O meme é considerado um “catchphrase”, pois na grande maioria das vezes as frases originais não são alteradas. “Que dia foi isso?”; “Não tô lembrado não” e “Nunca nem vi” são as frases presentes em todos os memes – e, raramente, com algumas pequenas adaptações. Porém, mesmo com essas variações, os memes não perdem a sua essência, sendo utilizados para ocultar algum acontecimento.

 

Difusão e Repercussão:

Desde a postagem da reportagem na página da Record Altamira, os memes são vistos e compartilhados em diferentes plataformas, tais como: YouTube, Twitter, Instagram e, principalmente, no Facebook. A página e comunidade da SAM (South America Memes) teve grande participação na divulgação dos memes. Vale ressaltar que eles ganharam repercussão offline, consequentemente, tornando-se um bordão.

 

Exemplos Notáveis:

 
 

Quin te perguntou?
1 entry
0 comentários
Nome
Quin te perguntou?
About / Bio
Quin é Estudante de Mídia, Neymídia, eles disseram... #Neymusico, 100% Jesus e hidratado. Meu hobby é beber água, “mais vale uma pedra no caminho do que duas nos rins” é o meu lema, o nosso é “ousadia e alegria”.
 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *