Ninguém solta a mão de ninguém

Origem

Logo após o resultado da eleição do presidente Jair Bolsonaro no dia 29/10/2018, uma imagem com mãos dadas segurando uma rosa com a frase “ninguém solta a mão de ninguém” foi postada nas redes sociais e repercutiu como uma mensagem de esperança. A imagem foi criada pela tatuadora Thereza Nardelli, de 30 anos que nasceu em Belo Horizonte e é formada em Ciências Sociais com mestrado na área de Comunicação Social.

 

Quanto à origem da frase, Thereza conta que a frase foi dita por sua mãe: “A gente atravessava um momento difícil na nossa vida pessoal, mas o país também por dificuldades. Aí ela virou pra mim e disse, ‘ninguém solta a mão de ninguém”. Dessa forma, a frase funciona como incentivo e conforto.

 

Entretanto, há outra origem histórica para a frase, apresentada Lourdes Nassif, no início do mês de novembro de 2018, no jornal GGN. Segundo eles, tal frase consistia em um “grito de pavor” entre os estudantes do curso de ciências sociais da USP, durante a ditadura militar. Os militares cortavam a luz e invadiam o local: “De noite, quando as luzes das salas de aula eram repentinamente apagadas, os estudantes buscavam as mãos uns dos outros e se agarravam ao pilar mais próximo”, segundo a postagem do jornal. “Depois, quando as luzes acendiam, faziam uma chamada entre eles”.

 

Pode-se perceber uma relação entre as duas origens: as frases surgem em cenários nos quais a resistência se torna necessária. A mãe de Thereza afirma: “Quando falei a frase para minha filha Thereza Zangadas não conhecia essa história. Mas somos todos um e nossas emoções se misturam em um tempo sem passado ou futuro, quando o ideal libertário fala por si só. Obrigada a todos e todas que se sentiram, de alguma forma, abraçados. Seguimos juntxs, em resistência”.

 

Difusão e Repercussão

Thereza conta que a imagem já havia sido postada anteriormente nas redes sociais mas foi repostada no dia do resultado devido à importância do lema como símbolo de esperança diante um cenário complicado, principalmente para as minorias que constituem o país – população LGBT, negros, mulheres e indígenas, por exemplo.

 

Em poucas horas, a imagem havia sido compartilhada por diversos famosos,, como Bruna Marquezine e Preta Gil, possibilitando ainda mais a repercussão. Em entrevistas, Thereza afirma: “Acho que viralizou porque o desenho representa conforto, sabe? Que não estamos sós. Que tem gente perto e que a gente pode contar sim um com o outro”. Dessa forma, conclui-se que a frase se tornou em um dos lemas de resistência para as minorias.

 

Gênero e formato

Sua utilização consiste no compartilhamento da imagem e apropriação do lema em outras imagens. Consiste em um meme de ação popular visto que expressa um comportamento coletivo.

 

Exemplos Notáveis

 

Isis Milionária
0 publicações
0 comentários
About / Bio
Oi meu nome é Isis, tenho 19 anos e tenho 1 milhão de memes acumulados para rir. Não tem segredo: o que fiz fui entrar pro #MUSEUdeMEMES logo depois que ingressei no curso de Estudos de Mídia na UFF.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *