Ô Malafaia, vai procurar uma *#%@ – Memes, homofobia e falocentrismo

10153732_895965410477308_2297134104407150374_n

Origem e difusão

Na manhã do dia 19 de junho de 2015, durante o seu programa ao vivo na rádio Band News, Ricardo Boechat respondeu a um tweet do pastor Silas Malafaia e causou um grande rebu nas redes sociais. Ao dizer que “no âmbito de igrejas neopentecostais é que estão acontecendo os atos de intolerância religiosa”, o jornalista irritou Malafaia a ponto de o pastor “xingar muito no Twitter”.

 

Em um de seus tweets, Malafaia disse textualmente:

 

“Avisa ao jornalista Boechat, que está falando asneira, dizendo que pastores incitam os fiéis a praticarem a intolerância. Verdadeiro idiota.”

 

Como o programa era ao vivo, Boechat não perdeu a oportunidade de fazer uma tréplica. Ele começou seu discurso lendo o referido tweet e, a partir daí, destilou adjetivos e substantivos impronunciáveis ‐ a primeira frase dita pelo jornalista foi para Silas procurar uma r*la.

 

Não foi novidade nenhuma quando o áudio viralizou ‐ atingindo quase 4 milhões de visualizações no YouTube em menos de três dias ‐ e virou meme. O Twitter e o Facebook explodiram com comentários sobre o ocorrido, montagens e frases que se referiam ao pastor, ao jornalista e ao termo.

 

Os memes deste caso se desdobraram em diversos tipos, mas o mais comum é quando os internautas pegam imagens do Malafaia e escrevem frases como se fossem sua resposta, como se ele quisesse ou tivesse encontrado uma r*la.

 

Discussão pública sobre o meme

O uso da frase dita por Boechat relacionada a esse meme causou polêmica e foi tópico de debates por principalmente dois motivos:

 

Uma parcela de críticos chamou atenção para o argumento de que o pastor precisa de um pênis remete à ideia de que homofóbicos são gays não-assumidos, logo, a homofobia seria supostamente uma invenção dos próprios homossexuais.

 

Outra crítica recebida pelo jornalista diz respeito ao suposto falocentrismo que norteia o seu discurso ‐ quando diz que Malafaia precisa procurar um pênis, por exemplo, estaria implícito que o órgão reprodutor é uma solução para problemas pessoais de qualquer espécie, e que o mundo gira ao seu redor.

 

É interessante quando uma fala polêmica e, nesse caso, um meme, torna-se discussão séria nas redes sociais. A partir desses debates que a importância de um meme fica em evidência; afinal seriam os memes apenas para nos fazer rir? Ou também para  falar de assuntos importantes e desconstruir velhos termos problemáticos e carregados de homofobia e falocentrismo?

 

Exemplos:

Caio Está Desmaiado
0 publicações
0 comentários
Nome
Caio Melo
About / Bio
Aluno da graduação em Estudos de Mídia/UFF e voluntário do projeto #MUSEUdeMEMES, Caio Está Desmaiado. E desde então nós tentamos acordar ele para poder conhecer o menino melhor. AFF!

1 comentários

  1. Renato Maia disse:

    primeiro

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *