Lula Leu 21 Livros em 57 Dias


Origem

Na tarde da segunda-feira, dia 04 de junho de 2018, uma nova controvérsia atiçou os nervos da polarizada memesfera brasileira, desta vez envolvendo literatura, matemática e o saudoso ex Luís Inácio. Tudo teve início com um post, feito em sua página oficial, no qual o ex-presidente Lula aparecia como garoto propaganda da Livraria Folha.

 

 

Aparentemente nos quase dois meses em que está preso, Lula leu quatro vezes mais livros do que o brasileiro médio faz em um ano. A informação causou revolta entre seus opositores que ora acreditam que Lula é o maior estrategista da história corrupção brasileira e ora que é um semi-analfabeto. A partir daí a confusão cresceu, gerando uma série de piadas. Ao que tudo indica foi o tweet abaixo que, numa tentativa de esforço lógico-aritimético, deu início ao meme que o #MUSEU carinhosamente apelida de Lula-leu:

 

 

No dia 03 de junho de 2018 o Twitter de Lula lançou um tweet exaltando os hábitos de leitura do ex-presidente na cadeia e, ao mesmo tempo, fazendo propaganda do livro O Voto Brasileiro, de Alberto Carlos Almeida. A mensagem é replicada por muitos e respondida com desconfiança de alguns e aplausos de outros. O estopim do meme “Lula leu 21 livros em 57 dias” não é, porém, o tweet feito pela página oficial, mas a publicação de uma das detratoras do político que, ao tentar ironizar a mensagem, torna-se alvo de chacota.

Formato

O meme começa como um snowclone, no qual os usuários tentam provar que diversos feitos de Lula são humanamente impossíveis. No lugar de “Lula leu 21 livros em 57 dias” aparece, por exemplo, “Lula fez 5700 polichinelos em 57 dias” ou “Lula ouviu os 34 álbuns da Madonna em 57 dias”.

 

 

Em outra via, também é apropriado como catchaphrase por vários usuários que começam a fazer humor tanto com a super capacidade literária de Lula, quanto com os comentários que dela se desdobraram.

 

 

Discussão

É possível identificar seis grupos diferentes por detrás da discussão sobre os livros de Lula: 1. Lulistas sisudos; 2. Lulistas da zoeira; 3. Lula Haters sisudos; 4. Lula Haters da zoeira; 5. Zoeiros da Zoeira; 6. Sisudos isentões.
(1) e (2) são aqueles que procuram defender o ex-presidente ou atacar seus detratores, seja com argumentos sérios ou piadas. (3) e (4) estão atacando Lula, seus livros e seus defensores, tanto com críticas mau humoradas quanto com bom humor. (5) Não tem ou não deixam identificar um lado específico e aparentemente, só vieram pelos memes. (6) Não tem ou não deixam identificar um lado específico e aparentemente, só vieram pela treta.

A briga entre (1) e (2) x (3) e (4) tem como eixo central a capacidade intelectual e cognitiva do presidente – o que é, aliás, uma discussão antiga em torno de sua imagem. Lula é um político de origem humilde, ex-metalúrgico que durante toda sua carreira foi acusado de ser incapaz de ocupar cargos políticos pela falta de uma formação educacional tradicional. “E eu, que durante tantas vezes fui acusado de não ter um diploma superior, ganho o meu primeiro diploma, o diploma de presidente da República do meu país.” disse, durante o discurso de diplomação quando foi eleito em 2002.

Portanto, o que está em jogo por detrás das piadas é uma discussão complexa sobre os mecanismos acionados para denegrir a imagem do ex-presidente, a caracterização elitizada da figura do político no imaginário popular e a própria construção dos espaços de tomada de decisão como domínios restritos as elites.

 

Exemplos Notáveis


Bia Diferentona
0 publicações
0 comentários
Nome
Bia Diferentona
About / Bio
Enquanto espera o fim da era de Saturno, Bia Diferentona é mestranda pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação da UFF. Típica aquariana, seu principal interesse de pesquisa são os movimentos políticos em redes sociais e, é claro, mamilos! (Mamilos são polêmicos, oras...)

2 comentários

  1. Mateozo disse:

    Kkkkkkkkkk que bela matéria. 👏👏👏👏👏👏👏

  2. Amanda disse:

    Não acho impossível ele ler esse tanto de livros pois eu mesma já li um livro de 480 páginas em 1 dia só

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *