Origem e Difusão

A carismática Inês Brasil não é propriamente um meme em si mesma, mas sua figura inusitada e estapafúrdia deu origem a um conjunto extenso de memes, dos vídeos aos exploitables.

 

Em outubro de 2012 surgiu o que muitos chamaram de “Meme dos 45 minutos do segundo tempo”

Inês Lima da Silva nasceu no dia 25 de Outubro de 1969 no Rio de Janeiro. Seu pai foi cantor e compositor da Escola de Samba Quilombo dos Palmares e junto com sua mãe e seus nove irmãos, teve uma infância voltada para a religiosidade. Cantou pela primeira vez em uma igreja.

 

Aos 22 anos tornou-se professora de samba em uma escola do Rio de Janeiro. Foi lá que conheceu seu ex-marido, que a ajudou na carreira de cantora, iniciada aos 27, e a levou para a Europa. Ele, diretor de fotografia em uma rede de televisão da Alemanha, produziu os vídeos de Inês e foi quem apresentou a ela a bossa-nova. Desde então, Tom Jobim é uma influência constante em sua carreira.

 

Foi uma amiga de Inês que sugeriu que ela mandasse um vídeo de inscrição para o Reality Show “Big Brother Brasil”. Ela concordou e tentou participar de 5 edições, de 2009 a 2013. Em seu canal no YouTube é possível assistir ao vídeo de inscrição para a edição de 2011 e, o que se tornou um viral, de 2012/13.

 

A partir da disseminação desse vídeo, adaptações foram feitas e postadas novamente no YouTube. Um deles foi o remix da música Scream & Shout do cantor Will.I.Am com participação de Britney Spears e agora, com participação de Inês Brasil. O remix não é oficial, mas acumulou várias visualizações, o que estimulou as pessoas a novas adaptações.

 

Esse remix não possuía imagem, era apenas o áudio postado no YouTube, mas acabou ganhando uma nova edição. Logo depois foi possível encontrar inúmeros remix. Lady Gaga feat. Inês Brasil, Nicki Minaj feat. Inês Brasil, Rihanna feat. Inês Brasil etc.

 

Mas o fenômeno não se limitou apenas ao YouTube. O fato de o vídeo ser consideravelmente extenso, e de Inês investir em uma atuação, cantando e dançando “sensualmente”, permitiu diversas reapropriações.

 

Com o bordão mais conhecido: “Alô, alô, vocês sabem que sou eu?” ou “Vamos gozar de amor e alegria”, várias capturas do vídeo foram usadas para expressar alguma ideia. Além disso, devido a suas expressões faciais engraçadas, várias imagens foram editadas, apresentando o rosto de Inês no lugar do rosto de outra pessoa.

 

Em 2015, Inês Brasil figurou um escândalo sexual semelhante ao caso de vazamento de imagens vídeos sensuais de celebridades em 2014, conhecido como Fappening. Não se sabe, no entanto, se o episódio foi ou não espontâneo.

 

* Trabalho apresentado na disciplina “Redes colaborativas e produção cultural” (2013.1) por alunos do curso de Estudos de Mídia.

7 comentários

  1. Thiago disse:

    Inês Brasil não é meme

  2. Gabriel disse:

    Muito criativo a ideia de criar um site para memes, só que infelizmente ta faltando algo muito importante do processo, os memes né.

  3. Renato Maia disse:

    n foi desta vez…

  4. Arnold Belo disse:

    Se atacar a Inês, eu vou atacar.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *