Origem

Bela, recatada e do lar foram os adjetivos utilizados, em 2016, pela revista “Veja” para caracterizar Marcela Temer logo em sua manchete. O texto esbanjava elogios à esposa do atual presidente do Brasil -Michel Temer- , descrevendo-a como uma mulher discreta, boa dona de casa e que utiliza vestidos na altura do joelho.
A matéria enaltece o conceito de “esposa perfeita”, exemplo social a ser seguido, sempre um passo atrás do poder masculino. Porém a internet não se calou, usuários das redes sociais encararam a reportagem como machista e repressora, criando memes e a hashtag #belarecatadaedolar com objetivo de ironizar os adjetivos dados pela revista à Marcela. A manifestação online trouxe imagens de todos os gêneros, fazendo o que bem entendessem sem qualquer imposição ou necessidade de “ser recatadx”

Gêneros e Formatos

O meme é utilizado de diferentes maneiras, desde legendas em fotos nas redes sociais, até no formato “Image Macro”, no qual uma imagem é sobreposta de um texto. Porém, a forma mais utilizada foi a hashtag #belarecatadaedolar no twitter e, por isso, pode ser entendido como um “Meme de Ação Popular” (Shifman, 2014), no qual mulheres se uniram para desconstruir o padrão de mulher imposto pelo patriarcado.

Gramática / Sintaxe

Como o objetivo do meme e da hashtag são criticar e ironizar a postura da matéria publicada na “Veja” em relação ao comportamento da mulher, em sua maioria, os memes contêm imagens femininas, demonstrando de forma humorada e empoderada o que é ser “bela, recatada e do lar”, que não é preciso ser do jeito que é objetificado na revista. Mulheres bebendo, mostrando o dedo do meio, comportamentos que são majoritariamente vistos de forma depreciativa, completo oposto do que “deve” ser seguido pelo feminino, são os que mais fazem sucesso, mostrando que não é preciso seguir padrões, tornando-os, assim, uma luta contra as imposições de gênero.

Difusão e Repercussão

A hashtag #belarecatadaedolar se difundiu pelo twitter e, ao entrar para os trending topics do Brasil, fez o meme tornar-se famoso. Foram criadas páginas no facebook intituladas “Bela, Recatada e do Lar” para postar memes feministas. Assim, os adjetivos não saíram da boca do povo e da mídia. Foi utilizado como conteúdo de Social Media para empresas como Rock In Rio e Porta dos Fundos e, também, para divulgação da série “How to Get Away With Murder”, por apresentar a protagonista “Annalise”, uma mulher poderosa.

Matheus Bahls
0 publicações
0 comentários
Nome
Matheus Bahls
About / Bio
Calouro de Estudos de Mídia/UFF (ai que tudooo), sou muito letrado e estudioso sim, e se me perguntar o que é Operação Lava Jato eu te respondo que tem que lavar todos os carros do Brasil! Sofrimento pra mim é câncer e maratonar série dramática de madrugada sozinho e no frio, comendo brigadeiro. Meu sonho de princesa é um país melhor, e depois ser roteirista. Cê quer ser Matheus Bahls? Então vai estudar!
Aninha Ourfali
0 publicações
0 comentários
Nome
Aninha Ourfali
About / Bio
Aluna de Estudos de mídia, na UFF, e cansada de explicar o que isso significa. Quando não está viajando para Baleia com duas irmãs e um irmãozinho, Aninha Ourfali colabora para o site #MUSEUDEMEMES. Embora tenha 18 anos, terá cara de 13 por um bom tempo, podendo fingir que todo ano é o Bar Mitzvah para ser presenteada (aceita vaga de estágio como presente). Ela é irada, é 10! Sua família é um show.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *