Referências bibliográficas

O projeto #MUSEUdeMEMES coleta, monitora e organiza, desde 2011, referências bibliográficas relacionadas ao universo da pesquisa acadêmica sobre memes, comunidades virtuais, e conteúdos gerados por usuário (UGC). Livros, capítulos de livro, artigos publicados em periódicos ou em anais de congressos científicos, teses, dissertações ou monografias, fontes eletrônicas e textos inéditos compõem um acervo de mais de 600 registros.

Importante
As referências indicadas nesta página foram coletadas a partir de buscas sistemáticas em acervos como a Biblioteca de Teses e Dissertações e o Portal de Periódicos da Capes, as bases de dados JStor, Sage, Wiley Online e Taylor & Francis, além de muitos dos principais periódicos nacionais e internacionais. São também monitorados os currículos de pesquisadores nacionais na Plataforma Lattes e pesquisadores internacionais através do Google Scholar Citations e outras ferramentas de acompanhamento de suas produções. O resultado é composto por trabalhos que não apenas tratam diretamente dos estudos sobre memes, mas também por obras que tangenciam este campo de discussões, conforme o uso e adoção destes trabalhos por pares.
A tabela inteligente a seguir exibe de forma detalhada todos os registros levantados até o momento. As consultas podem ser filtradas a partir dos metadados disponíveis, incluindo memes citados nos textos como estudos de caso ou palavras-chaves que auxiliem na recuperação dos trabalhos. As entradas são também classificadas em sete diferentes categorias, para auxiliar os pesquisadores. As categorias foram atribuídas livremente com base em uma avaliação qualitativa dos resumos e abstracts.
A base de referências bibliográficas do #MUSEUdeMEMES está disponível para consultas online e offline nos formatos PDF, CSV, e XLS, entre outros. Você pode contribuir com este mapeamento entrando em contato conosco e indicando novas referências.

 
 

Base bibliográfica



Última atualização da base de dados: 17 de agosto de 2017.