#MUSEUdeMEMES Entrevista: Baby George Te Despreza

Terceiro na linha de sucessão da família real britânica dos memes, Baby George Te Despreza é uma página de humor no Tumblr, que tem também existência própria no Facebook e no Instagram. Uma criação da jornalista Tatiana Regadas, de 27 anos, o personagem é inspirado na imagem do Príncipe George Alexander Louis, mas possui um perfil psicológico próprio, “mesquinho”, “arrogante”, e que está sempre com um olhar de desprezo sobre seus súditos plebeus (e, às vezes, até mesmo sobre os outros membros da Família Real)01. Como meme, ele surgiu por volta de abril de 2014, quando Tatiana compartilhou as primeiras fotos legendadas do principezinho, que, então, fazia sua primeira viagem oficial, de três semanas, à Nova Zelândia e à Austrália.

Tatiana conta que mantém a página por hobby, e que jamais esperava tamanha repercussão. Logo que surgiram, as páginas no Tumblr e no Facebook viraram notícia nos mais diferentes veículos de comunicação, do youPIX à Folha02, da Revista Galileu à Veja. Hoje, são mais de 16 mil seguidores no Instagram e 49 mil no Facebook.

Avesso à fofura tatibitati, Baby George Te Despreza tem até um “primo” italiano famoso03, provavelmente inspirado no conterrâneo brasileiro. O pingue-pongue que se segue foi realizado com Tatiana Regadas para a primeira série de entrevistas do #MUSEUdeMEMES. No final, Baby George até que pareceu mais simpático que nas fotos…


#MUSEUdeMEMES Quando o Baby George nasceu?
Baby George Te Despreza O Baby George surgiu durante a primeira viagem oficial do Príncipe George [à Nova Zelândia], em que várias fotos dele foram divulgadas. Em uma delas, ele aparecia olhando para a câmera, com uma cara de desprezo. Na hora em que vi, me veio à cabeça “Baby George está me desprezando”. Fiz uma brincadeira e postei no meu Facebook. Dias depois voltei a fazer uma brincadeira com outra foto dele seguindo a mesma linha, e meus amigos curtiram bastante. Resolvi criar o Tumblr, e, junto com ele, as páginas no Facebook e no Instagram.

#MUSEUdeMEMES O Baby George surgiu então originalmente no Facebook? Ele circula também por outras mídias sociais?
Baby George Te Despreza O Baby George foi originalmente criado como um Tumblr, mas fez mais sucesso no Facebook, porque é fácil compartilhar. Nosso Instagram já passa dos 15 mil seguidores. Eu nunca esperei que uma brincadeira fosse render tanto, Acho o máximo cada curtida, cada vez que marcam a página, que comentam… É divertido demais!

#MUSEUdeMEMES O Baby George é um meme?
Baby George Te Despreza Não sei se Baby George é bem um meme. Acredito que se encaixe mais na categoria de uma página de humor. Não é algo que virou febre, e as pessoas repliquem de diversas maneiras, e se apropriem dele, entende? Mas é feito no formato de um meme.

#MUSEUdeMEMES Mas o Baby George tem um perfil psicológico próprio…
Baby George Te Despreza O Baby George tem um perfil psicológico próprio, sim [risos]. Mas que é totalmente baseado na minha cabeça, e na minha ideia de que ele é meio arrogante. Para mim, as características do George criado por mim ‐ porque do verdadeiro não tem como saber ‐ são que ele é um menino deslumbrado com a realeza, com seu status, totalmente fora da realidade [risos].

#MUSEUdeMEMES O “verdadeiro” Baby George é, em muitos sentidos, uma pessoal “real”. Você já foi contatada por algum advogado ou recebeu algum questionamento com relação a questões envolvendo direitos de imagem?
Baby George Te Despreza Nunca. Nem nada parecido.

#MUSEUdeMEMES E como é a sua relação com os seguidores da página? Eles criam seus próprios conteúdos? O que você acha disso?
Baby George Te Despreza Adoro quando mandam sugestões de fotos, de legendas… É muito legal as pessoas quererem participar, se envolverem de maneira tão direta com o personagem. É engraçado que, sempre que novas fotos são divulgadas, recebo mensagens de fãs da página já querendo novas brincadeiras. A relação na maioria das vezes é ótima. De parceria ‐ com eles mandando sugestões.

#MUSEUdeMEMES E quanto aos “clones”?
Baby George Te Despreza Os clones têm alguns, né? Difícil na internet não surgirem cópias. Eu confesso que parei de procurar por isso porque é difícil controlar, e você se desgasta. Melhor focar em fazer o seu…

#MUSEUdeMEMES Qual a sua relação com outros criadores de fanpages de memes? Você conhece algum? Mantém contato com eles?
Baby George Te Despreza Acompanho várias páginas, como Chapolin Sincero, Diva da Depressão, e Disney Irônica, que são ótimos. Mas não tenho contato com seus criadores.

#MUSEUdeMEMES O Baby George Te Despreza tem um humor politicamente incorreto…
Baby George Te Despreza Você acha? Só se for pelo fato de ser um bebê com pensamentos mesquinhos…

#MUSEUdeMEMES Você já chegou a receber alguma crítica ao seu trabalho?
Baby George Te Despreza Acho que as pessoas não encaram como algo ruim ou a ser criticado. Sabem que a intenção é fazer graça. Às vezes alguns comentam que não acharam graça de alguma brincadeira, mas tudo bem normal.

#MUSEUdeMEMES O Baby George será um grande monarca? Quais são os seus planos para o futuro?
Baby George Te Despreza O Baby George certamente tem planos para o futuro. Ele não pensa pequeno, né? Ele quer ser rei, fazer sucesso, ser o membro da família real mais querido [risos].

 

Success Viktor
15 publicações
3 comentários
About / Bio
Success Viktor é um jovem professor da Universidade Federal Fluminense que trabalha arduamente para motivar sua equipe. Membro associado do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital, é doutor em História, Política e Bens Culturais/Cpdoc-FGV, mas, pela carinha de novinho, é invariavelmente confundido com o menino Sam Griner, ou por vezes com um aluno. Ainda assim, tem procurado desenvolver pesquisas sérias e maduras relacionadas à economia política da informação e ao universo das culturas políticas na internet e do ativismo digital. E até aqui tem obtido resultados positivos. YES! VICTORY!
[email protected]
Categorias: entrevistasPalavras-Chaves: , , , , , ,

Sobre Success Viktor

Success Viktor é um jovem professor da Universidade Federal Fluminense que trabalha arduamente para motivar sua equipe. Membro associado do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital, é doutor em História, Política e Bens Culturais/Cpdoc-FGV, mas, pela carinha de novinho, é invariavelmente confundido com o menino Sam Griner, ou por vezes com um aluno. Ainda assim, tem procurado desenvolver pesquisas sérias e maduras relacionadas à economia política da informação e ao universo das culturas políticas na internet e do ativismo digital. E até aqui tem obtido resultados positivos. YES! VICTORY! [email protected]